quinta-feira, 18 de setembro de 2008

FINALMENTE FOI QUEBRADO “JEJUM ” DE 6 ANOS





FC Porto 3 - Fenerbahçe 1

O FC Porto entrou a ganhar na estreia da Liga dos Campeões, vencendo o Fenerbahçe por 3-1 e beneficiou ainda do empate entre Dínamo de Kiev e Arsenal, assumindo assim a liderança do grupo G.

Decorriam apenas doze minutos de jogo e o FC Porto já ganhava por 2-0, um golo de Lisandro e outro de Lucho Gonzalez, dominando assim por completo adversário e transmitindo a ideia que a conquista da vitória era evidente.

Mas desenganem-se, pois esse domínio não foi levado até ao final do jogo, a equipa “adormeceu” e permitiu que o Fenerbahçe, que até aí não tinha existido em campo, começasse a aparecer na partida.

Nos últimos quinze minutos o Fenerbahçe começou a arriscar e podia ter mesmo empatado a partida, primeiro num erro de Helton que saiu em falso a um cruzamento, valendo Rolando a tirar para canto quando Guiza já estava nas suas costas pronto a fazer o golo.

E na sequência de um canto Roberto Carlos cruzou e o mesmo Guiza desviou de cabeça, mas a bola saiu ligeiramente ao lado, foi então que ao minuto 90 Jesualdo Ferreira fez entrar Lino para o lugar de Rodriguez, e o defesa esquerdo na primeira vez que tocou na bola fez golo após passe de Sapunaru.

Pouco depois o jogo terminava e o FC Porto quebrava o “jejum” de seis anos sem vencer na primeira jornada da Liga dos Campeões.








3 comentários:

dragao vila pouca disse...

Início fulgurante e a prometer muito.3-0 desperdiçado escandalosamente e depois...um apagão!
Dois laterais muito fraquinhos - Benítez nem defende , nem ataca e mais, nem sabe fazer um lançamento lateral.Só sabe dar chutões para onde não está ninguém. Porque não joga o Lino?-
Faltou frescura - ai se eles tinham jogado no fim-de-semana -, clarividência, intensidade e foi um sufoco até ao fim.
Muito bem Rolando, Fernando - ganhou o lugar e vai fazer esquecer o P.Assunção - B.Alves, Lucho. Bem Lisandro - que perdulário - Meireles - Que falta de frescura - Helton e Lino.
Mal C.Rodríguez - esperava mais - Mariano - tem atenuantes: esteve muito tempo parado - T.Costa - não trouxe nada - e Sapunaru -apesar de ter melhorado na segunda-parte -e Hulk.
Muito mal o Benítez -não é jogador para o Porto.
Tudo junto: vitória justa, mas muito sofrida.
Um abraço

Dragon4 disse...

Acho que neste momento é uma vergonha, o que alguns adeptos fazem à equipa que deveriam estar a apoiar e incentivar.

Para mim, o pior do jogo e dos 50 minutos do "ai jesus" foi o público, que passou a vida a assobiar e a protestar. Nunca pensei que houvesse tanto frustrado naquele estádio.

Faltou o Quaresma para o assobaiarem, escolheram agora o Hulk e Benitez.

Quem estourou e complicou o jogo do FCP no meio campo, foi o V/amigo Meireles. Vejam os últimos 10 minutos de jogo na selecção e foi a mesma coisa. Mas até agora só batem nos que ainda estão a aprender.

GANHAMOS,,,,porrra GANHAMOS, contra os turcos e contra os falhados que se vestem de azul e assobiam o FCP.

Tomara eu que o FCP ganhe os jogos todos a sofrer, mas que os ganhe.
É festa pela certa.

No final, um turco perguntou-me se era este o ambiemte normal no estádio.
Nem lhe consegui explicar que havia alguns frustados e raivosos vermelhos disfarçados de azul. Foi confusão a mais para a sua cabeça.
Diz ele que na Turquia, puxam pela equipa até apagarem as luzes do estádio e mesmo que percam o jogo. Diz ele que é, para "puxar" a sorte para as suas cores.

Foi triste.

Felizmente a equipa e o treinador perceberam que não podem contar com o incentivo do público, e nos últimos minutos o desgraçado do defesa direito, mostrou que têm raça e em esforço passou a bola a outro desgraçado e mal amado, que em arte que dizem não ter, enfiou a bola na baliza.

Este último, mostrou como se faz quando cara a cara com o guarda-redes, aquilo que outros muito mais idolatrados não conseguiram fazer no ano anterior.

Foi um final feliz de 2 desgraçados contra metade do estádio.

Embrulhem.


Parabéns a todos os elementos da nossa equipa, mesmo os mancos, os fraquinhos os atrasados e os iluminados, bem como ao mãos-de-manteiga, e ao Prof. Pardal.

Obrigado por esta vitória.

ultra fc porto matosinhos disse...

Caro dragon4,
Estou inteiramente de acordo com a sua opinião em relação aos assobios á equipa, é uma mentalidade e uma maneira de estar no futebol difícil de mudar, mas eu muito pessoalmente tenho fé que num futuro próximo tudo vai ser diferente, mas tenho que lhe fazer um reparo e não me leve a mal, nem todos os que estiveram no Dragão assobiaram os ditos «menos eficazes» pois digo-lhe que nós ULTRAS (SUPER DRAGÕES E COLECTIVO95)em tempo algum assobiá-mos a equipa pelo contrário apoiamos até ao fim do jogo a nossa equipa, como costuma-mos a dizer entre nós foi sempre a dar-lhe.

SAÚDE

ORGULHO EM SER TRIPEIRO