domingo, 29 de maio de 2011

No 6º Jogo dos playoffs portistas deixam-se empatar, o nosso apoio será decisivo no 7º jogo.

Decisão adiada para quinta-feira. O título de campeão nacional joga-se no Dragão, onde a final dos playoffs regressa para a sétima e decisiva partida da série, que os azuis e brancos estiveram a ponto de dispensar, quando, a 43 segundos do fim do sexto encontro, venciam na Luz por 78-79, antes de uma falta, acompanhada da perda de ressalto, precipitar a derrota (85-79) da equipa que esteve quase sempre na frente.

Também nestes escalões somos campeões.

 Equipa de Campeões Iniciados FC Porto

Equipa de Campeões Juniores FC Porto

Anedota da semana de 30/05/2011 a 05/06/2011

O Parto da Prostituta.

Estamos a uma vitória do “decacampeonato”

Se vencer a Oliveirense, no próximo sábado (18h00), o FC Porto Império Bonança sagra-se decacampeão nacional. Este sábado, na penúltima jornada do campeonato, os Dragões venceram no rinque do Óquei de Barcelos, por 4-2. Os golos da formação azul e branca, apoiada por muitos adeptos portistas, foram da autoria de André Azevedo, Emanuel Garcia, Gonçalo Suíssas e Reinaldo Ventura.

sábado, 28 de maio de 2011

Taça de Portugal: Dragões afastados no último minuto

O FC Porto Vitalis foi afastado da final da Taça de Portugal este sábado, em jogo realizado em Tavira. Os Dragões chegaram a deter uma vantagem de cinco golos (26-21), mas acabaram por ver o Benfica passar para a frente do marcador nos últimos 30 segundos, fixando o resultado em 29-30.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

No 5º Jogo dos playoffs, Dragões superam benfica.

O FC Porto retomou a liderança na série final do playoff da Liga Portuguesa de Basquetebol (3-2), graças ao triunfo conseguido, no Dragão Caixa, diante o Benfica por 91-79. A melhoria defensiva conseguida pelos portistas durante a segunda parte, bem como o maior equilíbrio ofensivo, com o tiro exterior a surgir, foram as principais razões para a vitória dos azuis e brancos, isto sem esquecer o excelente aproveitamento da linha de lance-livre. Os encarnados provaram que podem discutir jogos no Porto, mas não revelaram controlo emocional na altura em que era perceptível e se sentia que o jogo ia cair para um dos lados. As duas equipas voltam a encontrar-se no próximo domingo, às 17.30 horas, no pavilhão Império Bonança, para o sexto jogo desta final que ainda promete.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

A satisfação do dever cumprido.

Satisfação pelo dever cumprido. Era esse o sentimento dos jogadores do FC Porto após a conquista da Taça de Portugal, completando uma época perfeita, com domínio absoluto dentro de portas e com a vitória na Liga Europa. O FC Porto venceu e alcançou o "tri" também na Taça - a 16.ª na história do clube, e conquista o quarto troféu esta temporada e alcança o 69.º troféu no futebol nacional. Os "dragões" são hoje a equipa nacional com mais troféus no palmarés.


Fotos da Curva


No 4º Jogo dos playoffs, o FC Porto para já, não consegue aumentar vantagem.

O FC Porto Ferpinta, vencedor da fase regular, voltou a perder na Luz (79-75), no quarto jogo da final dos playoffs da Liga, agora empatada a duas vitórias. A próxima partida devolve a série decisiva ao Dragão Caixa, com o quinto encontro a disputar-se às 21h00 da próxima quinta-feira. Depois das diferenças dilatadas registadas no Dragão, com os portistas a vencerem as duas primeiras partidas da final por 26 e 33 pontos, respectivamente, o segundo jogo na Luz foi, à imagem do de sexta-feira, resolvido nos últimos segundos, com um triplo de Miguel Miranda a reduzir para 76-75 a 42 segundos do fim. Os pontos restantes foram obtidos da linha de lances livres, com os Dragões obrigados a provocar a falta e a revelarem-se infelizes no ressalto defensivo.

FC Porto encerra participação na fase final do Andebol 1, com mais uma vitória.

O FC Porto encerrou com mais uma vitória a sua participação na fase final do Andebol 1, ao vencer o Madeira SAD por 28-26, em jogo da 10ª e última jornada do grupo A. Ao intervalo, a equipa de Ljubomir Obradovic já seguia na frente do marcador, com três golos de vantagem (13-16), depois de uma primeira parte equilibrada. Os madeirenses - a quem vitória garantia automaticamente o segundo lugar - reagiram no segundo tempo mas não conseguiram contrariar o acerto ofensivo do F.C. Porto, onde estiveram em particular destaque Nuno Grilo, com cinco golos em seis tentativas; e Pedro Spínola e Ricardo Moreira, com cinco em sete. Do lado do Madeira SAD, José Coelho cotou-se como o melhor marcador, com seis golos. 



Anedota da semana de 23/05/2011 a 29/05/2011

Versão japonesa do Joãozinho!

sábado, 21 de maio de 2011

No 3º Jogo dos playoffs portistas perdem no terreno dos encarnados.

O FC Porto perdeu no 3º jogo da final, no pavilhão da Luz, por 86-79. Ao intervalo, já se registava uma desvantagem de 8 pontos (41-53). Os Dragões têm a possibilidade, já no domingo, de rectificar e fazer o 3-1. O quarto encontro desta final do play-off joga-se no próiximo domingo, dia 22 de Maio, pelas 17 horas, no pavilhão dos encarnados.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Dragões perdem acesso à final nos penaltis.

O FC Porto Império Bonança perdeu esta sexta-feira o acesso à final da Liga Europeia, no desempate por grandes penalidades com o Liceo da Corunha (4-5). Depois de recuperarem de uma desvantagem de três golos, os portistas ficaram a um pequeno passo do jogo decisivo, numa segunda parte que dominaram e na qual só faltou o quarto tento.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

FC Porto eliminou o Barcelona e segue para as meias finais da Liga Europeia.

Finalmente o enguiço foi quebrado arrumamos com o Barcelona, o nosso FC Porto eliminou esta quinta-feira o Barcelona, campeão em título e detentor de 19 troféus europeus, em jogo dos quartos-de-final da Liga Europeia de hóquei em patins. Os espanhóis conseguiram ganhar uma vantagem de dois golos, mas a equipa nortenha conseguiu chegar ao empate. Já na segunda parte o Barcelona fez o 3-2 e pouco depois, o FC Porto iria obrigar ao prolongamento, fazendo o 3-3. Já no prolongamento, e sem dois minutos decorridos, falta do Barcelona, livre para Pedro Gil marcar e fazer o tento de ouro que deu a passagem às meias-finais, fechando em 4-3. Os jogos disputam-se esta sexta-feira, pelas 19h45, como FC Porto a defrontar o Liceo da Corunha e o Candelária o Reus.

O quarto troféu internacional no século XXI.


Com a conquista da UEFA Europa League, o FC Porto arrecadou o seu quarto troféu internacional no século XXI. Os Dragões estão assim ao lado dos ingleses do Liverpool e dos espanhóis do FC Barcelona, sendo apenas superados a nível europeu pelos italianos do AC Milan, que contam cinco títulos internacionais.

Passemos então às contas: o FC Porto conquistou uma UEFA Champions League (2004), duas Taças UEFA/Europa League (2003 e 2011) e uma Taça Intercontinental (2004). O AC Milan, por sua vez, venceu duas UEFA Champions League (2003 e 2007), duas Supertaças europeias, relativas aos mesmos anos, e um Campeonato Mundial de Clubes, em 2007.

Liverpool (uma Taça UEFA, uma UEFA Champions League e duas Supertaças europeias) e FC Barcelona (duas Ligas dos Campeões, uma Supertaça Europeia e um Mundial de Clubes) “empatam” com o campeão português. No entanto, os catalães têm a hipótese de vencer na próxima semana mais uma Champions League.

Se falarmos em termos de competições organizadas pela UEFA, o FC Porto até lidera no século XXI, igualando AC Milan e Liverpool, com quatro troféus. O Campeonato Mundial de Clubes é organizado pela FIFA, enquanto que a Taça Intercontinental (cuja última edição, em 2004, foi arrebatada pelo FC Porto) era uma organização conjunta da UEFA e da CONMEBOL.

Top 10 dos clubes europeus com mais troféus internacionais no século XXI:

1.º - AC Milan (Itália), 5 troféus
2.º - FC Porto (Portugal), FC Barcelona (Espanha) e Liverpool (Inglaterra), 4
5.º - Real Madrid e Sevilha (Espanha), 3
7.º - Bayern Munique (Alemanha), Manchester United (Inglaterra), Inter de Milão (Itália), Zenit (Rússia), Valência e Atlético de Madrid (Espanha), 2

Vencemos outra vez, como em 2003.

E vão sete troféus internacionais, o quarto este século, façanha que só o Milan, com cinco, supera, ficando o FC Porto a dividir o segundo lugar com Liverpool e Barcelona. André Villas-Boas, aos 33 anos, tornou-se o mais jovem técnico a conquistar uma competição europeia, ele que é sócio desde os dois anos de idade. Isto diz muito da força em que se transformou o FC Porto, empurrado por milhões de fiéis adeptos, milhares deles presentes em Dublin. De fazer pele de galinha os cânticos de incentivo à equipa. O jogo foi, como se esperava, fechado, com o Braga a optar por uma estratégia de contra-ataque, com uma equipa muito curta, cabendo ao FC Porto assumir as despesas do jogo. E com paciência e muita circulação de bola os Dragões controlaram desde o início o jogo, mas raramente conseguiram ultrapassar a muralha defensiva dos minhotos. Até que, aos 44 minutos, Guarín roubou uma bola no meio campo, ganhou alguns metros, fez um compasso de espera e cruzou na perfeição para a cabeçada colocada de Falcao, sem hipóteses para Arrtur Morais. Como que por encanto o estádio tornou-se numa imensa festa, com os adeptos do FC Porto, em maioria, a entoarem o “venceremos, venceremos”. O FC Porto chegava à vantagem em cima do intervalo e logo no primeiro minuto foi Helton a conseguir uma excepcional defesa, quando Mossóro surgiu isolado, mas não conseguiu bater o guarda-redes aniversariante – completou hoje 33 anos. A segunda parte foi mais aberta, com o Braga mais subido à procura do empate, enquanto o FC Porto guardava a vantagem e ameaçava em contra-ataques a que faltou quase sempre definição no último passe. A verdade é que o Braga, além do tal lance de Mossóro, também não dispôs de mais situações de perigo e os últimos minutos foram passados com os Dragões à espera que o jgo terminasse, para começar a festa. Falcão foi eleito “man of the match” (homem do jogo) e em Agosto o FC Porto disputará a Supertaça Europeia com o Barcelona ou o Manchester United. E lá haverá melhor forma de começar a época?

Uma palavra para o desportivismo de todos os adeptos. Quando os jogadores do Braga subiram as bancadas para receber as medalhas de consolação todo o estádio aplaudiu, com destaque para os Dragões, num sinal de respeito pelo adversário.


Fotos da Curva

terça-feira, 17 de maio de 2011

Para os interessados.

O Metro está com FC Porto e o SC Braga na Final de Dublin.
«Vão vir Metros» da Linha Violeta com viagens extra durante a noite, desde as 3H00, e ligação directa ao Porto esta quarta-feira, se joga em Dublin, na Irlanda. A melhor ligação da cidade ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro está preparada para transportar milhares de adeptos. Para além do reforço da capacidade da Linha Violeta (E), desde o inicio da manhã de dia 18, o Metro faz viagens especiais após o jogo, ao longo da madrugada de 19 de Maio.

A operação especial Dublin incide especialmente na viagem de regresso: após as 3 da manhã, hora a que se prevê que comecem a chegar os primeiros voos com adeptos das duas equipas portuguesas, o Metro do Porto faz várias viagens especiais, com a frequência de 45 minutos e sempre em veículos duplos, a partir da Estação Aeroporto. Estas viagens extra da Linha Violeta param apenas nas estações da Senhora da Hora, Casa da Música, Trindade e do Estádio do Dragão. A partir das 6H00 de dia 19, inicia-se a operação comercial normal, sendo que, até às 8H00, todas as partidas da linha E se mantêm em veículos duplos.

É possível encontrar toda a informação sobre a Linha E, nomeadamente horários regulares, em www.metrodoporto.pt  

Lembramos ainda que na Estação Estádio do Dragão existe um parque de estacionamento com 850 lugares, o ParqueMetro, onde é possível estacionar o seu automóvel e viajar de Metro directamente até ao Aeroporto, sendo possível retirar o automóvel deste parque a qualquer hora da noite, após o jogo. Neste Parque encontra-se disponível o serviço Park & Ride, por favor consulte aqui o tarifário em vigor. O Metro do Porto recomenda a compra ou o carregamento antecipado de títulos de viagens Andante.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Não me canso de vos humilhar.


Enviado por: Luís Mouta

No 2º Jogo dos playoffs portistas massacraram os encarnados.

Se, ao primeiro jogo, os 26 pontos de vantagem não reservavam espaço a análises profundas, o que dizer da diferença de 33 pontos (93-60) conseguida pelos Dragões à segunda partida da final dos playoffs, com o Benfica por adversário? Avassalador talvez seja o termo que melhor define e resume a exibição portista, já com metade do caminho cumprido para o título. Sexta-feira há mais. Na Luz.

Quatro minutos de desacerto ofensivo, apesar da forma precisa como preparou o lançamento, não foi tempo bastante para comprometer a exibição portista, marcada desde cedo por alta velocidade e, sobretudo, por um rigor defensivo facilmente atestado pelos nove pontos somados pelo adversário ao longo do primeiro período e pela frequência com que os lisboetas esgotaram o tempo de ataque sem a oportunidade de tirar as medidas ao cesto.


Dragões apurados para os “quartos” da final da Taça de Portugal.

O FC Porto Império Bonança está apurado para os quartos-de-final da Taça de Portugal, depois de vencer este domingo a Académica de Espinho, por 8-5, no Dragão Caixa. Reinaldo Ventura, com cinco golos (todos na segunda parte), foi o “herói” da partida. O encontro esteve longe de ser fácil para os azuis e brancos, que estiveram a perder por 4-1.

Fotos da Curva

Dublin: informações aos adeptos do FC Porto

A final da UEFA Europa League, entre FC Porto e SC Braga, realiza-se esta quarta-feira, às 19h45, na Arena de Dublin. Tendo em conta o elevado número de adeptos dos Dragões que se vão deslocar até à República da Irlanda, segue-se um conjunto de indicações úteis.

Aeroporto Francisco Sá Carneiro

- Todos os adeptos do FC Porto que utilizem o Aeroporto Francisco Sá Carneiro como ponto de partida para a sua viagem para Dublin devem ter em consideração a capacidade limitada de estacionamento dos parques deste aeroporto (cerca de 1.800 lugares). Sempre que possível, aconselhamos a utilização de transporte público ou outra solução que evite o estacionamento de viaturas no aeroporto.

- A Irlanda é um país que está fora dos acordos do Espaço Schengen. Por esse motivo, todas as formalidades de check-in e controlo do Serviços de Estrangeiro e Fronteiras (SEF) são mais demoradas do que o habitual. Tendo em conta o elevado tráfego aeroportuário que se prevê para o dia da final, aconselhamos todos os adeptos, independentemente da agência ou companhia aérea que utilizem, a apresentarem-se no aeroporto com uma antecedência mínima de duas horas e meia.

- Todos os passageiros terão de se fazer acompanhar de um documento de identificação (BI, cartão do cidadão ou passaporte). A Embaixada de Portugal em Dublin aconselha os adeptos a fazerem-se acompanhar do passaporte. O passaporte electrónico permite um controlo mais rápido nos aeroportos.

- Todos os menores que não estejam acompanhados pelo titular do poder paternal necessitam de uma autorização de saída de território nacional, assinada por aquele e devidamente reconhecida.

- Os passageiros devem ter atenção as restrições de transporte de objectos na cabine do avião, nomeadamente no que respeita ao transporte de líquidos. Actualmente, são permitidos recipientes até 100 mililitros, acondicionados em saco de plástico fechado e transparente, não excedendo um total de um litro por passageiro. O aeroporto terá funcionários para ajudar os passageiros nestas questões e, se for caso disso, fornecer estes sacos de plástico.

Aeroporto de Dublin

- Todos os voos de adeptos do FC Porto para o Aeroporto de Dublin terão como destino o Terminal dois.

- Para aqueles que não têm “transfer” incluído nos pacotes das agências de viagens, a organização local da final disponibiliza autocarros que transportarão os adeptos do Terminal dois do aeroporto para a “fan zone” do FC Porto. O transporte é gratuito, mediante apresentação do bilhete de jogo.

“Fan zone” FC Porto

- Os organizadores da final da UEFA Europa League prepararam um espaço de convívio exclusivo para os adeptos do FC Porto. Este espaço será na Royal Dublin Society (RDS) uma área ampla que engloba um pequeno estádio de futebol.

- Neste local estarão disponíveis várias actividades recreativas e de lazer, jogos, música e serviços de restauração.

- Todos os transportes de adeptos do FC Porto desde o Aeroporto de Dublin terão esta “fan zone” como destino.

- Mesmo que os adeptos optem por um passeio pelo centro de Dublin durante o dia, aconselhamos a “fan zone” do FC Porto como ponto de concentração e deslocação para o estádio.

Dublin Arena

- A deslocação dos adeptos do FC Porto desde a “fan zone” até à Dublin Arena faz-se a pé, através das ruas Shelbourne Road e Lansdowne Road.

- No mapa incluído no folheto, as entradas dedicadas aos adeptos do FC Porto estão indicadas a amarelo e verde.

- As portas do estádio abrem às 17h45.

- Os adeptos do FC Porto ficarão colocados nas bancadas poente e sul da Dublin Arena, como indicado no mapa do estádio.

Podes fazer o download do folheto em:

Colectivo Ultras 95, tem duas t-shirts novas referentes a Dublin e á Curva Norte.


domingo, 15 de maio de 2011

Aqui estão as capas para download deste grande filme INVICTUS.... :)


Enviado por: soutricolor
INVICTUS - Qualquer semelhança é proposital para chatear aziados, chorões, os que dizem já sinto Paixão, e muito especial os LAMPIÕES.

Alteração do link Fotos da Curva.


O “BLOG” www.fotosdacurva.blogspot.com deixou de ser alvo de manutenção. Deu lugar definitivamente e apenas ao www.fotosdacurva.com , a verdadeira designação! Temos uma nova imagem que esperamos ser do vosso agrado!

Somos campeões imbatíveis.


O FC Porto concluiu o campeonato nacional a vencer, como aconteceu durante quase toda a temporada. Os Dragões conseguem a proeza de terminar as 30 jornadas invictos, tendo apenas cedido três empates e conseguido uma série impressionante de 27 vitórias. A vítima foi o Marítimo, que cedeu por 2-0, com belos golos de Varela e Walter.

Realmente foi mesmo o ABC do título, Tricampeões e mais nada...

Na festa de consagração do FC Porto Vitalis como tricampeão nacional, depois do título assegurado em Águas Santas, os Dragões bateram o ABC por 28-20. O jogo foi uma espécie de resumo da época portista: defesa agressiva, ataques rápidos e diversificados, alta rotação constante. Porém, o momento alto foi mesmo a entrega da taça, no fim do encontro.

Anedota da semana de 16/05/2011 a 22/05/2011

O homem do meio foi almoçar a casa...!!!

sábado, 14 de maio de 2011

No 1º Jogo dos playoffs portistas superaram os encarnados.

Domínio absoluto do FC Porto no primeiro jogo da final dos playoffs (95-69), disputada à melhor de sete partidas, da Liga Portuguesa de Basquetebol. Depois de uma primeira parte com algum ascendente, os portistas acentuaram a sua superioridade durante a segunda metade do encontro. As duas equipas voltam a encontrar-se novamente este domingo, pelas 16.05 horas, no Dragão Caixa, para o segundo duelo da ronda.

Mensagem do Presidente da China aos Sportinguistas!

video
Enviado por: Luís Mouta

Dedicado a todos os lampiões que antecipadamente efectuaram a compra do bilhete para Dublin?

video
Enviado por: Luís Mouta

Equipa dos bébés chorões 2010/2011.

Foto enviada por: soutricolor

Bebida exclusiva para lampiões.

Foto enviada por: Carlos Sousa, Luís Ribeiro

segunda-feira, 9 de maio de 2011

«Se me Vem Tanta Glória Só de Olhar-te».


O presidente da Liga, Fernando Gomes, entregou ao Porto, minutos antes do apito inicial do jogo com o Paços de Ferreira, no Estádio do Dragão, o novo troféu do campeão. Fernando Gomes surgiu acompanhado, no relvado, do presidente do Porto, Pinto da Costa, e além de ter entregue o troféu aos capitães do novo campeão nacional (Helton, Falcao e Mariano), entregou também uma miniatura do troféu a todos os jogadores portistas. A peça, da autoria do designer Nuno Martins, pesa nove quilos e mede 80 centímetros. É feita em prata e ouro, associando conceitos como união, memória, identidade e glória. Este novo troféu surge como uma marca intemporal, capaz de resistir às circunstâncias do momento. A intenção, por isso, é que venha a ser o troféu do campeão durante muitos anos. Sem base, não há topo. O campeão sai de um vasto conjunto de clubes e a nossa primeira referência é, por isso, a todos os emblemas que já participaram nesta competição. A base representa O NOSSO FUTEBOL, numa ideia que associa os conceitos de união e memória. Estão gravados os nomes de todos os clubes que já passaram pela prova desde 1995/1996, época em que a Liga começou a organizar os campeonatos profissionais em Portugal. A inscrição de todos os clubes que entraram na competição nestes 15 anos é uma homenagem aos participantes que, temporada após temporada, valorizam e engrandecem o evento. À imagem de todo o troféu, a base é sólida e robusta: acolhe todos os nomes e é, por isso, abrangente e plural. A competição nasce da base, mas, num segundo nível, sobressaem já 16 estrelas: os actuais participantes na Liga Zon Sagres. Desse plano saem os dois braços. A forma retorcida espelha as dificuldades de se atingir o topo e cria a ilusão de que os braços estão a sair da própria taça. À medida que nos aproximamos do topo, só os campeões conseguem resistir: e, para se chegar lá acima, há que ultrapassar muitos obstáculos. O percurso vai afunilando – e passa a ser reservado à glorificação de quem vence. O corpo central destaca a identidade portuguesa, com a inscrição do escudo, símbolo nacional. No verso, pode ler-se um poema de Camões, «Se me Vem Tanta Glória Só de Olhar-te». É um poema sobre o amor, que nos mostra que o caminho da glória dos campeões tem sempre uma parte romântica. E ajuda-nos a perceber um pouco do lado poético que, tantas vezes na nossa História, tem guiado os portugueses ao sucesso. O caminho da glória é atingido quando os dois braços tocam num dos sete castelos gravados na bola, simbolizando as conquistas portuguesas. No topo, está gravado o nome de todos os campeões, época a época. A dificuldade do caminho até chegar ao topo está simbolizada na torção dos braços, que se acentua à medida que o cume se aproxima.

TROFÉU LIGA ZON SAGRES
Altura: 80 centímetros
Peso: 9 quilos
Autor: Nuno Martins
Materiais: Prata e ouro
Conceitos-chave: união dos clubes na base; glória ao campeão no topo; identidade nacional (nos sete castelos gravados em cima e nas quinas inscritas no corpo central); memória;
A torção dos braços aponta para as dificuldades do caminho.



Empate não travou a festa do Dragão.

O FC Porto empatou este domingo frente ao Paços de Ferreira (3-3), no último encontro da época no Estádio do Dragão. O resultado não impediu uma noite de festa pela conquista do 25.º título nacional. Em aberto continua a possibilidade de terminar o campeonato sem derrotas, o que terá de ser confirmado na última jornada. Antes do encontro, viveu-se um clima de festa. As equipas sub-19 de futebol e a equipa sénior de andebol deram uma volta ao relvado, depois de terem assegurado os respectivos títulos nacionais. Antes do apito inicial, foi altura dos Dragões receberem o troféu de campeões nacionais, entregue pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

fotosdacurva


domingo, 8 de maio de 2011

Este é o nosso destino.


Avassalador, à sua própria imagem, o FC Porto Vitalis somou, em Águas Santas, o terceiro título consecutivo e o 16.º de uma história invejável. Na antepenúltima jornada, com a consagração ao alcance de uma vitória (29-33), os Dragões foram implacáveis pela enésima vez, replicando uma hegemonia inquestionável que lhe permitiu festejar muito antes do apito final.
Fotos site: fcporto

Faltam três vitórias, para conquistar o Decacampeonato.

Faltam três vitórias para o FC Porto Império Bonança se sagrar, pela décima vez consecutiva, campeão nacional. Em encontro da 27.ª jornada, este sábado, os azuis e brancos venceram por 5-1 no rinque do Gulpilhares, graças a tentos de Reinaldo Ventura e Pedro Moreira, que “bisaram”, e Pedro Gil.

Os Dragões, que se colocaram em vantagem logo aos oito segundos, já venciam ao intervalo por 3-1. No campeonato nacional, o FC Porto tem agora 73 pontos, mais três do que o Benfica, que tem menos um jogo. Faltam três jornadas para terminar a prova e os portistas têm vantagem no confronto directo com o rival.

fotosdacurva

Anedota da Semana de 09/05/2011 a 15/05/2011

Os joelhos da Lurdes.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Dragões já estão na final dos playoffs.

Ao terceiro jogo, agora em Guimarães, o FC Porto Ferpinta fechou a série das meias-finais como fizera nos “quartos”: com um percurso limpo, sem derrotas. Está, por isso, na final dos playoffs, a que acede com mais um triunfo inequívoco (68-85) e tendo no poste norte-americano Julian Terrell a principal figura. Apesar de não terem entrado particularmente bem na partida desta sexta-feira, o que ficou provado na conversão de apenas 11 pontos nos primeiros 10 minutos, os Dragões reagiram com extrema eficácia e acumularam uma vantagem de 22 pontos nos dois períodos seguintes, dado que lhes permitiu abordar o quarto decisivo com 17 pontos para gerir, margem que se repetiria no resultado final, depois de algumas tentativas de aproximação do V. Guimarães. Com 21 pontos, quase todos em resultado de uma eficácia notável revelada na conversão de 10 dos 11 lançamentos de 2 pontos tentados, a que juntou 9 ressaltos, Julian Terrell distinguiu-se como o MVP da partida em que Nuno Marçal acrescentou um contributo interessante à contabilidade portista, com a soma de 15 pontos.

Queremos Dublin e já lá vamos.

Com a eliminação do Villarreal (7-4 no conjunto dos dois jogos da meia-final da UEFA Europa League), o FC Porto qualificou-se para a sua quinta final europeia, a terceira nos últimos oito anos desta vez em Dublin. Os Dragões são, a par de Manchester United, FC Barcelona, Milan e Liverpool, o clube com mais presenças em finais europeias no século XXI: três. O número de cinco finais europeias exclui as três presenças dos Dragões na Supertaça Europeia (em 1987/88, 2003 e 2004). Para além disso, poderíamos falar em finais internacionais, o que nos levaria a adicionar as duas vitoriosas participações na Taça Intercontinental (1987 e 2004), chegando a um total de 10 presenças. Em Dublin, os azuis e brancos vão procurar o seu sétimo troféu internacional, num “ranking” em que se encontram no nono lugar, a par do Manchester United, que estará presente na final da UEFA Champions League. Face à impossibilidade de ultrapassarem, esta época, Bayern de Munique e Inter, com oito títulos, ingleses e portugueses vão assim disputar o nono lugar desta honrosa classificação. Há que dar o devido destaque à crença do Villarreal, que entrou em campo acreditando na reviravolta na eliminatória. No entanto, isso só dá mais valor à exibição portista nos jogos frente ao poderoso «submarino amarelo» Neste segundo encontro, os Dragões deixaram sangue e suor em campo, mas não houve lágrimas. Ou então, foram apenas de alegria. O objectivo traçado pelo plantel no dealbar da época está à distância de uma vitória. 

Como não seria de esperar de outra forma o apoio dos ultrasfcporto, esteve impecável como é habitual, um ambiente super agradável, numa cidade pacata onde os ultras do Villarreal foram extremamente cordiais, simpáticos uns excelentes bons anfitriões, chegando mesmo a confraternizarmos em união, portistas e adeptos do Villarreal juntos na sua sede que fica nas imediações do estádio Madrigal, numa troca de lembranças cascóis, bandeiras, etc. rodeados por muitos petiscos acompanhados com muitas e muitas canhas. Um ambiente digno da festa do futebol, muita saúde para todos vós, e venha daí Dublin.










terça-feira, 3 de maio de 2011

Só os grandes é que estão no topo, parabéns ao SC. Braga pela excelente classificação.

O FC Porto subiu ao terceiro lugar do “ranking” da IFFHS (Federação Internacional da História e Estatística do Futebol), imediatamente atrás dos colossos Barcelona e Real Madrid, que mantêm as duas primeiras posições. Segundo a classificação hoje divulgada e relativa ao mês de Abril, o FC Porto ultrapassou o Manchester United, tornando o pódio integralmente formado por equipas da Península Ibérica. A fantástica época dos Dragões continua, assim, a ser reconhecida internacionalmente, tendo o FC Porto sido a segunda mais bem pontuada equipa do mês de Abril, apenas atrás dos brasileiros do Santos. O FC Porto até venceu todos os jogos disputados em Abril, mas acabou prejudicado pelo facto de o Santos ter realizado seis jogos para a Taça Libertadores, mais bem pontuados. O Villarreal, adversário do FC Porto nas meias-finais da Liga Europa, é o actual sétimo classificado, o que também diz alguma coisa sobre o valor do adversário dos Dragões, derrotados por 5-1 na primeira mão. O Sporting de Braga, em 37.º, é a segunda equipa portuguesa mais bem classificada, quatro lugares à frente do Benfica (41.º) e 27 à frente do Sporting (64.º).

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Agora estaremos no El Madrigal.




Villarreal vs FC Porto (Liga Europa): Segue-nos, faltam 90 minutos!
Mais uma vitória no campeonato antes da deslocação decisiva que pode carimbar a presença na final da Liga Europa em Dublin.

Vai ser uma viagem inesquecível, a equipa leva uma vantagem de 5-1 mas faltam 90 minutos e é obrigatório a nossa presença!

Andamos pela Europa toda, milhares de km percorridos sempre ao lado do FCP na luta por um novo sonho: DUBLIN! Falta mais um jogo, vamos mobilizar novamente todos os verdadeiros ULTRAS. Contámos contigo nesta etapa!

Bilhete + Viagem: Reserva através do teu chefe de núcleo (se tiveres) ou liga 912294000.

We Want Dublin!

Mais informações em:

http://www.colectivo95.com  ou http://www.facebook.com/colectivo95 




Estes são tão bons ou melhores ainda.

Caros portistas, este FCP é um poço sem fundo de virtudes e numa altura em que é importante manter os sentidos em alerta de todo o plantel pronto para as finais e decisivos jogos da época, eis que o AVB opta por nova rotação de jogadores, apresentando um onze com oito caras novas em relação à última partida. Mas se alguém pensava que isso retirava força a esta equipa ganhadora desengane-se. O 0-1 surgiu logo aos 11 minutos da 1ª parte, quando o central sadino Valdomiro foi infeliz e desviou para a própria baliza um cruzamento de James Rodriguez, perante a ameaça de Walter. Mais do que a própria vantagem no marcador, o que impressionava era a forma adulta, descomplexada e corajosa como a equipa jogava, com a defesa a “roubar” campo ao adversário e o ataque a apostar, como sempre, nas triangulações, tabelas e jogadas em progressão, com a bola a passar por quase todos os jogadores. O 0-2 surgiu em cima do intervalo, quando Otamendi subiu à área adversária para cabecear, sem hipótese de defesa, um pontapé de canto apontado na esquerda por James Rodriguez. O Setúbal bem tentava remar contra o destino, mas o domínio do FC Porto era absoluto, como ficou evidente durante toda a segunda parte. Aos 56 minutos, numa jogada belíssima, Guarín abriu na esquerda para James cruzar de primeira para Walter emendar para o fundo da rede Sadina fazendo o 0-3, um golo mais que justo pois Walter esteve imparável. Ainda antes do apito final, Varela também quis assinar o livro do jogo e fechou o resultado de 0-4 com um remate competente de pé esquerdo, sem hipótese para o excelente guarda-redes Diego, impotente para travar o ataque do FC Porto. Uma palavra para a grande penalidade defendida por Beto, a demonstrar a qualidade de trabalho do guarda-redes suplente do FC Porto, capaz de ser sempre um atleta a defender o emblema com uma grande competência. Uma palavra também para Walter pois sempre acreditei e acredito que este jogador ainda vai dar muitas alegrias a todos os adeptos portistas é um grande avançado precisa é de emagrecer 5kg, mas claramente um substituto pronto, para o lugar de Falcão, pois o FC Porto mais tarde ou mais cedo vai facturar com a venda do mesmo. O mesmo elogio para o miúdo James Rodriguez que esteve excelente com passes teleguiados até me fez lembrar por vezes os passes teleguiados de Drulovic, também fazendo esquecer a presença de Hulk, alguém sentiu falta dos habituais titulares não pois não…? Quer dizer que estes são tão bons ou melhores.
Cumprimentos,
Ultrasfcporto




domingo, 1 de maio de 2011

III Campeonato da Liga, playoffs, meias-finais, jogo 2.

A resposta estava na defesa. Lá, onde se ganham campeonatos, residia a solução para a dificuldade inesperada do primeiro jogo. Ao segundo, foi tudo mais simples, lógico e normal: a hegemonia portista produziu uma diferença de mais de 20 pontos (74-48) e a final dos playoffs ficou à distância de mais uma vitória, a terceira, a confirmar na sexta-feira, em Guimarães.

Em comum com o jogo de sexta-feira, a reposição de domingo, outra vez no Dragão, nada teve a ver, se exceptuado o adversário. Da estratégia ao cinco inicial e, por consequência, ao desempenho, tudo foi substancialmente diferente. Compenetrada, criteriosa na escolha do momento de lançamento e capaz de exercer uma intensa pressão sobre o base e os lançadores adversários, a equipa de Moncho López dominou ao longo de toda a partida e antes do intervalo já lidava com vantagens superiores à dezena.

F.C.Porto Vitalis muito perto da renovação do título nacional.

A vitória sobre o Sporting, que deixa os Dragões a outra da renovação do título, ainda com três jornadas por disputar, não pode ser contada sem o auxílio de um nome: Ricardo Moreira. Figura incontornável de um jogo acelerado, emergiu na adversidade e conquistou a plateia enquanto marcava 15 golos. Foi assim este domingo, no Dragão Caixa.