segunda-feira, 11 de maio de 2009

FUTEBOL - 28ª JORNADA ÉPOCA 2008/09



FC PORTO 1 - Nacional 0

Um triunfo pela margem mínima sobre o Nacional permite ao FC Porto somar 66 pontos e, a duas jornadas do fim da liga, garantir matematicamente a conquista do título nacional. É o terceiro seguido de Jesualdo, o quarto consecutivo do FC Porto e o 17.º para o presidente dos “dragões”, Pinto da Costa. O único golo do encontro foi marcado aos 48', por Bruno Alves, de cabeça, na sequência de um canto e de uma assistência de Lisandro. O Nacional esforçou-se por conseguir pelo menos o empate, com os portistas a denunciar muita ansiedade, sobretudo a partir do momento em que passaram para a frente do marcador.No fim, foi melhor o resultado do que a exibição. Para a esmagadora maioria dos 50.309 adeptos presentes no estádio, o que interessava eram os pontos. Assim que o árbitro Artur Soares Dias apitou pela última vez, começou a festa.Para Jesualdo Ferreira, além do título, um recorde: é o primeiro treinador português a conseguir ganhar o campeonato três vezes seguidas.


2 comentários:

dragao vila pouca disse...

Quem é o Tetracampeão? É o Dragão!

Foi difícil, o Nacional foi a melhor equipa, a que jogou melhor -incluindo os jogos da C.League -, no Dragão. Mas, os Campeões, são aqueles que sabem sofrer, que se sacrificam e quando jogam mal, mesmo assim, conseguem ganhar.
Somos a melhor equipa e normalmente, os melhores ganham.

Aos que não se conformam, aos que continuam a ver a árvore e não ver a floresta, aos que continuam a fazer as coisas por outro lado, resta-lhes fazer queixa ao Platini, ao Blatter, ao Barroso, ao Ban Ki-moon, ao Obama, ou até à Nato, e se mesmo assim, não se conformarem...arranquem os cabelos, esgadanhem-se, batam com a cabeça contra a parede, façam e digam, o que quiserem, porque isso, a nós, não nos aquece, nem nos arrefece, somos Tetracampeões e o resto é conversa de perdedores.

Há sportinguista e benfiquistas, que reconhecem no F.C.Porto, a competência, o profissionalismo e a qualidade. Esses, têm o meu respeito, os outros, coitados, vão para o Céu de certeza, pois como diz a Bíblia, é para lá que vão os pobres de espírito...

Um abraço a toda a família da blogosfera portista, que deu, por muito pequeno que seja, um contributo importante, para a conquista do título.

Dragaopentacampeao disse...

Vitória difícil como se antevia, face à qualidade evidente do adversário em presença que se mostrou sempre incómodo e inconformado. Valorizou por isso a nossa vitória.

O FC Porto não jogou muito bem, o desgaste de alguns jogadores começa a notar-se e disso se recente a exibição bem como de ausências de peso.

Podia ter sido melhor? Naturalmente, mas o que prevalece é que o objectivo foi atingido logo na primeira das três oportunidades de garantir o título.

O Dragão apresentou-se vestido de gala para fazer a festa e a equipa correspondeu ao que dela se esperava: GANHAR!

É este o espírito que marca a diferença e caracteriza os verdadeiros campeões.

Contra tudo e contra todos o FC Porto ano após ano segue a sua passada firme cumprindo a sua vocação : VENCER!

Por tudo isto cada vez tenho mais orgulho em ser portista.

Bem hajam todos quantos partilham desta imensa alegria.

Um abraço