segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Continuamos invictos.

Caros portistas, inicialmente este jogo até me pareceu que ia ser bastante interessante, logo aos 6' minutos o guarda-redes do Setúbal Diego brilha, fazendo uma defesa monumental, primeiro defendeu um remate para a frente, a bola foi parar à zona onde estava Rodriguez que cabeceou para a defesa da noite.
Aos 13’ um tiro de Hulk sobre a trave da baliza de Diego, mais dois ou três lances perdidos que poderiam ter um desfecho mais positivo. E eu comecei a esfregar as mãos de contente, a pensar que ia ver um grande jogo, e que a jogar assim este FCP com certeza vai fuzilar este Setúbal, e apenas aos 41' minutos surgiu a confirmação dos meus pensamentos penálti para o FCP, Collin vê amarelo por alegada falta sobre Falcão, não é completamente clara a imagem televisiva para afirmar com garantia se é ou não grande penalidade, para mim pessoalmente e sinceramente não me parece, mas para o arbitro foi, e no campo o juiz é soberano. Na 1ª parte vi um FCP superior com mais bola e mais atacante, mas o Setúbal defensivamente foi irrepreensível. Na 2ª parte começo a ver um Setúbal mais atrevido, e não aquela equipa encolhida que jogou na 1ª parte, e igualmente começo a pensar do FCP, mas infelizmente no sentido negativo. Para complicar Cristian Rodriguez queixa-se da coxa esquerda, e aos 58’ minutos sai e entra Ruben Micael. Aos 66'cartão amarelo para Fucile que fez um corte limpo toca apenas na bola, logo quase de seguida Rolando evita aquele que poderia ser o empate dos sadinos, fazendo um corte ao remate de Zeca, e eu estava a ver a coisa a ficar negra. Um Porto que jogou em alguns momentos cansado sem força desanimado aguardando por o apito final gerindo o jogo sem grande criatividade, efeitos talvez da neve da Áustria. Para refrescar o sector AVB fez entrar aos 73' Sapunaru, saindo Emídio Rafael. Helton recebe o 4º amarelo no campeonato desta vez por demora em colocar a bola em jogo. E aos 82' nova e última substituição no FCP entrou Walter para o lugar de Falcão, refrescando assim também a ofensiva. Depois assisti á barracada do jogo Fucile trava em falta Zeca, e Elmano Santos marca grande penalidade, Otamendi que nada tem a ver com o lance vê o amarelo, deveria ser Fucile a ver o cartão e seria expulso. Para piorar a situação manda repetir a grande penalidade que havia sido convertida em golo por Jaílson o árbitro diz que ainda não tinha apitado. Uma péssima arbitragem. Um jogo fraco no Dragão, apesar de haver dúvidas na grande penalidade que Hulk converteu, o FCP foi melhor. E também voltou-se a alargar a vantagem de oito pontos para o Benfica na classificação da Liga ZON Sagres. O que me chateia é que esta semana vou ter que aturar as galinhas, que me vão massacrar dizendo que fomos beneficiados por esta medíocre arbitragem.

fotosdacurva

5 comentários:

dragao vila pouca disse...

O cansaço não justifica tudo...O problema já vem de trás.

Falcao estava muito cansado, mas Moutinho, que jogou os 90 minutos em Viena, durou o jogo todo e fez um grande jogo.

Acho que o problema mais que físico é mental. A equipa depois dos 5-0 ao clube do regime pensa que agora tudo é fácil, a vitória vai acontecer, sem ser preciso muito trabalho, a displicência e a descontracção são uma constante, complicam-se jogadas simples, erram-se passes fáceis e depois, como aconteceu ontem, as surpresas podem acontecer. Humildade, chamada à realidade e a mesma atitude e o mesmo espírito sempre. Caso contrário podemos vir a ter surpresas que não desejamos.

Um abraço

Dragaopentacampeao disse...

A ideia com que eu fico é que, para os atletas, o campeonato terminou com a estrondosa vitória sobre os lampiões.

Daí para cá, os jogos realizados não tiveram a mínima qualidade, frente a adversários nitidamente mais fracos (Sporting e Rapid incluídos).

A excepção foi mesmo em Viena, face às difíceis condições climatéricas.

Por isso, ainda que reconheça o desgaste provocado no jogo anterior, não posso deixar de estar decepcionado com o comportamento da equipa.

A vitória de ontem foi muito lisonjeira.

Um abraço

P. Ungaro disse...

O jogo de ontem foi fraquinho ... independentemente do jogo com o Rapid poder ter influencia no cansaço de alguns jogadores, não vejo justificação para não termos arrumado o jogo logo na primeira parte. E graças a estrelinha de campeão é que conseguimos os 3 pontos.
Espero que tenha servido de lição

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com/

Gaspar Lança disse...

Um jogo, no mínimo, estranho.
Uma primeira parte bastante boa, e aquela segunda parte... Foi o que se viu. Com um pouco de sorte conseguimos segurar a vitória.

33 jogos sem perder é obra, a ver se ultrapassamos esta marca, que é por sua vez um record conseguido na época de José Mourinho.

Um abraço.

Marco disse...

este jogo foi daqueles sofridos...mas somos os melhores e sempre melhores.
mas temos adeptos mesmo fracos, em vez de apoiar só sabem criticar.

cmpriment
portoorgulho.blogspot.com