sábado, 16 de outubro de 2010

Taça de Portugal - 3ª Eliminatória

Caros portistas, acho que a nossa equipa teve uma tarefa simples esta noite, ao bater o Limianos por 4 a 1, e confirmou assim a presença na ronda seguinte da prova. Quem não esteve com meias medidas foi o jogador Walter que estreou-se a titular na equipa dos Dragões e assinou um “hat-trick”, dando a entender aos adeptos e principalmente á equipa técnica que pode muito bem substituir Falcão para variarmos um pouco de jogo lá na frente, digo eu.
Estou a cansar-me muito particularmente de ver o Falcão por muitas ocasiões a saltar de um lado para o outro, no meio dos centrais com a sua estatura pouco agressiva, e a falta de pedalada suficiente para suportar uma/várias cargas dos centrais, ou até mesmo saber se esquivar no momento certo para criar espaços. Não estou a retirar a Falcão qualquer mérito que adquiriu, só acho que devemos variar mais vezes, pois afinal temos por onde escolher, então porquê que não o fazemos mais vezes, ou pelo menos nos jogos que o Falcão anda no campo todo roto. O que é certo é que o avançado brasileiro fez estragos na defesa da equipa do Limianos, aproveitando um erro alheio para assinar o 1 a 0. Silvestre Varela ampliou a vantagem portista já nos descontos da primeira parte, depois de um excelente trabalho de Emídio Rafael no flanco esquerdo. O terceiro golo portista surgiu aos 61 minutos com o jogador Walter a bisar no encontro, mas o Limianos também teve direito a fazer a festa. Aos 68m, um cabeceamento perfeito de Pedro Tiba resultou no golo da equipa forasteira e no delírio dos muitos adeptos que se deslocaram ao Estádio do Dragão. Tendo Ukra nesse lance adormecido, e simplesmente a ver jogar, depois para se redimir andava a fazer remates disparatados para tentar apagar a sua falha em vez de jogar com a equipa. Para mim a grande estrela da noite foi mesmo Walter que, no primeiro minuto de descontos da segunda parte, selou o resultado final com um “hat-trick” que deixa os adeptos portistas de água na boca, e sem dúvida com vontade de voltar a ver este jogador em campo mas contra uma equipa grande.



fotosfcporto
fotosdacurva

4 comentários:

dragao vila pouca disse...

"Bigorna" esfomeado, comeu o sarrabulho e devorou o queijo

Se a Taça é festa, ela esteve hoje e na sua planitude no Estádio do Dragão. 41.118 espectadores, entre os quais 5000 vindos da bela Vila de Ponte de Lima e milhares de crianças, que provavelmente foram hoje pela primeira vez ao futebol, deram um grande colorido ao belíssimo anfiteatro portista e vibraram, saltaram, fizeram a Ola, festejaram os golos com grande entusiasmo e tenho a certeza, quer vencedores quer vencidos, saíram felizes e deram por bem enpregue o seu tempo.

Do jogo, vitória natural, tranquila, mas escassa, do F.C.Porto - falhamos muitos golos cantados, junto com a grande exibição do guarda-redes da equipa minhota e um erro grave, da imitação foleira de Colina e seu auxiliar do lado poente, impediram que o resultado tivesse maior expressão... -, perante uma equipa que deixou uma bela imagem, apesar de ser impotente para contrariar a superioridade do conjunto orientado por André Villas-Boas.

Era um jogo propício ao lançamento de jogadores menos utilizados e o treinador, no fim dos 90 minutos, deve estar contente pela forma que Walter, Rafa e James, aproveitarm a oportunidade, menos contente com Guarín, Souza, Castro e Ukra, que não fizeram nada de especial e nada contente com Sereno e Otamendi, que fizeram um jogo muito fraquinho, pior até, o argentino, mal a entar às bolas por baixo e por alto e mal a passar. Beto, outro dos menos utilizados, não teve trabalho nem culpas no golo e portanto, não é deste filme.
"Bigorna": marcou três golos, movimentou-se bem e teve pormenores de qualidade. Não é tão generoso como Falcao, nem terá as capacidades aéreas do colombiano, mas mexe-se bem, sabe segurar, tabelar e criar espaços para quem vem de trás.
Foi contra o Limianos, quero ver mais, em jogos com outro grau de dificuldade, mas vi coisas que me agradaram muito.
Com Varela na direita, "Cebola" ou James na esquerda, ao lado de Falcao ou tendo Hulk nas costas, não sei não, mas Walter promete muito...
Rafa: mostrou a Villas-Boas que pode perfeitamente dar algum descanso a Álvaro Pereira. É o melhor elogio que posso fazer ao ex-Académica.
James: já tinha dito há muito tempo atrás, que se este menino não der craque, eu não percebo nada de futebol. Tem tudo: técnica, velocidade, arrisca, vai para cima sem medo e tem um pé esquerdo que escreve. Andou desaparecido, mas a partir de agora é preciso contar com ele. Que se cuidem os que têm jogado na sua posição.

Dos mais utilizados, Hulk foi sério na abordagem ao jogo e fez uma exibição razoável - pena que a jogada fantástica, na segunda-parte, em que intervieram vários jogadores e que atirou ao lado, não tenha dado golo. Era de compêndio.
Varela: ainda não atingiu o nível da Supertaça, está trapalhão, lento, custa-lhe a sair do drible. Apesar do bonito golo, quero mais dele.
Sapunaru: foi hoje o "velho" Sapu, na exibição menos conseguida da época. Mal a defender e a atacar.
R.Micael: mais uma oportunidade perdida, de um jogador que nem parece o mesmo da temporada anterior. Complicativo, a errar muitos passes, assim vai ter muito que penar para ganhar lugar na equipa.

Um abraço

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Grande festa nas bancadas, com 41 mil espectadores a darem colorido ao Dragão.
Perto de 5 mil adeptos vindos de Ponte de Lima, para apoiarem a sua equipa, foi fantástico.

O FC Porto venceu naturalmente o jogo, pois é mais forte, e por isso cumpriu o seu dever.

Este jogo era uma oportunidade para os que menos jogam se afirmarem como alternativas aos habituais titulares.

Na defesa Rafa foi o melhor. Sapunaru esteve muito lento, Sereno não esteve nada sereno, e Otamendi foi ultrapassado com facilidade no golo de honra do Limianos.

No meio campo Ruben Micael esteve muito nervoso, errou demasiados passes, reclamou muito. Este não é o Ruben da época transacta. Penso que é necessário um trabalho psicológico com ele. Deixou-se ir muito abaixo, teve lesão, teve uma amigdalite, que também ajudaram, mas penso que o que lhe falta é confiança. Só o melhor Ruben conseguirá disputar o lugar de Belluschi.

Souza esteve bem nos lançamentos longos. Guarin muito forte fisicamente empurrou muitas vezes a equipa.

Hulk, ontem capitão, foi o desequilibrador do jogo, menos individualista do que habitual, fez algumas assistências para golo, mas só uma foi convertida por Walter.

Varela teve uma prestação qb, marcou um golo, mas está longe da forma de inicio de época.

Walter, finalmente apareceu como alternativa a Falcao, ou quem sabe o homem que permitirá apostar num 4-4-2 nos jogos mais fechados.
É um avançado completo, muito forte fisicamente, explora bem os espaços vazios na área.
Forte na finalização com os pés, todavia só não marcou de cabeça porque Pedro Baía fez a defesa da noite.

Quanto aos suplentes utilizados, excelente a prestação de James, que merecia aquele golo mal anulado pela equipa liderada por "Cómico" Machado.
Entrou muito bem no jogo, deu vida ao ataque, foi desequilibrador, com fintas fantásticas e com uma assistência para golo de Walter.

Castro, foi dinâmico e lutador, o que é apanágio da sua forma de jogar, podia ter marcado perto do fim.

Ukra teve uma missão ingrata, entrou para extremo, mas em virtude de termos sofrido o golo, teve de recuar e fazer o corredor direito. Mesmo assim não virou a cara à luta, e teve perto de marcar de trivela.

Em suma, foi uma festa bonita, um jogo entretido, e o Limianos mereceu o golo de honra, como prémio a uma equipa que deixou o autocarro no estacionamento, e aos seus 5 mil adeptos que fizeram a festa antes e durante o jogo.

O Porto segue em frente na taça, e o Limianos fez festa, mesmo tendo perdido!

Abraço

Paulo

http://pronunciadodragao.blogspot.com/

Armando Pinto disse...

Grande e colorido espectáculo. Quanto ao mais, está praticamente tudo dito no post e comentários anteriores. Só tive pena de ter sido anulado (mal) aquele golo do James, coisa que a comunicação social está a branquear, para não nos dar razão... às razões de queixa do F C Porto.

Dragaopentacampeao disse...

Jogo conseguido frente ao um frágil adversário que teve um comportamento muito digno, merecendo por isso o golo de honra.

A ânsia de ver alguns dos novos reforços foi de algum modo satisfeita, já que AVB, optou e bem por fazer descansar quase todos os habituais titulares.

James foi para mim o mais prometedor, apesar do pouco tempo que teve para se mostrar. Demonstrou qualidades que o podem lançar num ápice para a equipa principal, ou pelo menos, ter uma utilização mais constante.

Apesar dos 3 golos marcados, Walter pareceu-me pouco móvel mas oportunista e com faro de golo. Beneficiou de uma defesa macia que lhe deu tempo para, em dois golos, receber a bola algo defeituosamente, corrigir o posicionamento e disparar para as redes.

Rafa começou muito irregular, a falhar muitos passes, mas com o decorrer do jogo foi acertando.

Os outros pouco mostraram. Esperava um pouco mais, atendendo à modéstia do adversário.

Um abraço

PS: novo endereço - http://dragaopentacampeao2.blogspot.com/